sexta-feira, 29 de julho de 2011

Saúde no prato, no ritmo da natureza.

Projeto Família Orgânica reúne produtores e difunde hábitos saudáveis ao mesmo tempo em que estimula o empreendorismo em sintonia com o meio ambiente.




Leia a matéria publicada no Jornal Correio Popular do dia 27 de julho de 2001 pelo site da RAC - Projetos RAC - Projeto Ambiental: http://www.rac.com.br/institucionais/responsabilidade-ambiental/2011/07/28/92058/saude-no-prato-no-ritmo-da-natureza







quinta-feira, 21 de julho de 2011

Vídeo da Família Orgânica no canal Encontros Estadão & Cultura


Clique para assistir a entrevista:


Encontros Estadão e Cultura: O que são orgânicos, afinal?


Fonte: TV Estadão | 13.11.2010

O diretor da certificadora de orgânicos IBD, José Pedro Santiago, o produtor rural Dercílio Pupin e Guaraci Diniz, membro da diretoria da Associação de Agricultura Orgânica, esclarecem a questão
Tags: agricultura, alimentos, orgânicos, saúde, família orgânica

Amanhã tem Feira na Estação !

Confira a programação desta 6a. feira dia 22 de Julho


Das 14h às 17h: " Matutando " (debate) = As mudanças no código Florestal são necessárias para quem trabalha com agricultura agroecológica?

Das 16h às 19h: " Pé na Roça "  = Feira de agricultura familiar, de economia solidária e de produtos orgânicos.

18h: " Trem Bão " = Show

Das 19h às 21h: " Cine Casa do Lago na Estação " - O Auto da Compadecida = Direção: Guel Arraes, Elenco: Matheus Nachtergaele, Selton Mello, Marco Nanini, Fernanda Montenegro e Denise Fraga.

Local: CIS-GUANABARA (Estação Guanabara) - Rua Mário Siqueira, 829 - B.Botafogo - Campinas/SP

terça-feira, 19 de julho de 2011

A Família Orgânica no site da Unicamp

Unicamp convida população a viver saberes e sabores de uma sexta na estação

Reitor Fernando Costa disse que projeto representa bem uma atividade de extensão fundamental para o país
[8/7/2011] Viver os saberes e sabores de uma sexta na estação é o convite feito pela Unicamp à população de Campinas e região para participar, gratuitamente, das atividades do projeto de extensão promovido pelo Centro Cultural de Inclusão e Integração Social (CIS-Guanabara). O "Sexta na Estação", um evento que conta com uma série de iniciativas voltadas à agroecologia e cultura, foi aberto, oficialmente, na noite desta sexta-feira (8), pelo reitor da Unicamp, Fernando Ferreira Costa.



Para ler a matéria na íntegra, acesse p asite oficial da unicamp aqui: 
http://www.unicamp.br/unicamp/divulgacao/2011/07/09/unicamp-convida-populacao-a-viver-saberes-e-sabores-de-uma-sexta-na-estacao





Tags: agricultura orgânica, agroecologia, alimentos orgânicos.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Pupin e Alejandra com seus parceiros.

Participando com a Família Orgânica da Sexta na Estação estavam os parceiros: Fazenda Pereiras, Aromas de Carvalho, Sítio JB, Sítio Entre Verdes, Santa Fé, Chácara Mãe Luiza, Terra Mãe, Via Paxbio e Villeto.

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Tecnologias apropriadas e sustentáveis são instrumentos fundamentais para superar crise alimentar, diz ONU

Uma forte mudança em direção às tecnologias verdes na agricultura mundial é vital para superar a crise alimentar endêmica e incrementar o apoio para abastecer a população do planeta, disse a Organização das Nações Unidas (ONU) na terça-feira (05/07/2011). E, como um primeiro passo, governos e agências internacionais devem se concentrar em apoiar a agricultura de pequena escala nos países em desenvolvimento com serviços de apoio como estradas rurais e irrigação sustentável, defendeu um relatório da ONU. "A segurança alimentar precisa agora ser obtida por meio da tecnologia verde para reduzir o uso dos insumos químicos - fertilizantes e pesticidas - e tornar mais eficiente o uso da energia, da água e dos recursos naturais", declarou o documento. O relatório, o mais recente Levantamento Econômico e Social Mundial da ONU, disse que é essencial um distanciamento dos sistemas agrícolas intensivos e em larga escala para reduzir a degradação ambiental e do solo. A crise alimentar de 2007 e 2008 e uma alta de preços este ano "revelaram profundos problemas estruturais no sistema alimentar global e a necessidade de aumentar os recursos e as inovações na agricultura para acelerar a produção de alimentos", afirmou a pesquisa. A produção de alimentos, disse, terá de aumentar entre 70 e 100 por cento até 2050 para sustentar uma população mundial que terá crescido em 35 por cento dos atuais 6,9 bilhões para 9 bilhões de habitantes naquele ano. O principal foco das políticas "deve ser a promoção e o desenvolvimento da agricultura sustentável, com ênfase nos agricultores familiares dos países em desenvolvimento", declarou a pesquisa, feita pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, que se concentrou nas soluções de médio e curto prazo para a fome."As evidências mostram que, para a maioria dos cultivos, a melhor fazenda tem pequena escala e que é nesse nível o maior ganho em termos de aumento da produtividade sustentável e da redução da pobreza no campo."

Fonte: Agência Reuters 06/07/2011

Curso de Introdução à Agricultura Biodinâmica



Ressonâncias do 1º Encontro da Família Orgânica, por José Barattino

Família orgânica,

O alimento é um bem de consumo que passa a fazer parte do nosso corpo, por isso me sinto extremamente realizado em ter a oportunidade de encontrar pessoas que utilizam o seu tempo para cuidar do alimento e assim de pessoas.
Refletindo sobre o que conversamos, penso o quanto devemos estar preparados para o que está por vir.

O caminho não tem mais volta, o mundo vai passar a prestar mais atenção aos recursos disponíveis na natureza, e sobre isso vocês entendem mais do que ninguém, além de serem líderes de uma tendência que está muito mais perto do que se imagina.

Quero agradecer a oportunidade de  compartilhar este momento com vocês e que venham muitos outros, aprendi sobre culturas, estações e terra mas, mais do que isso, saí uma pessoa muito mais humana.

Obrigado,






José Barattino
Chef de Cozinha • Head Chef

Ressonâncias do 1º Encontro da Família Orgânica, por Mariana e Robson


Para nós foi um dia muito gostoso, no literal sentido da palavra! Foi algo saboroso de viver, de compartilhar, de estar. Tanto no paladar, com aquela culiária perfeita, quanto no sutil, pois envoltos naquela atmosfera abençoada e linda, estávamos entre amigos que buscam acima de tudo o cuidar, cuidar da terra, cuidar do próximo e isso tudo tem um sabor indescritível.

Afinal quantos se habilitam a nadar contra a maré (embora a maré esteja começando a mudar) se não for por ideal, amor e por chegar num momento que sentimos que simplesmente não dá pra agir diferente!? Esse sentimento comum gera força, entusiasmo, apoio e nos move a prosseguir, por isso, momentos como esse são VITAIS para que o movimento continue, nossas baterias foram recarregadas e agradecemos a vocês pela iniciativa e pelo bom gosto.

Contem conosco!

Mariana, Robson e família!

Ressonâncias do 1º Encontro da Família Orgânica, por Alexander Van Parys Piergili

Olá, Pupin, Barattino e Alejandra.

Agradeço a vocês pelo convite e pelo rico encontro que vocês me proporcionaram no Sábado. Foi excelente, fantástico!

A dinâmica da espiral achei genial. Muitas vezes fazemos tantas coisas, damos tantos passos em direção a um ideal, e todo esse trabalho fica invisível. Interessante poder ver quanto trabalho tem por trás da iniciativa da Família Orgânica para chegar até aqui, quantas pessoas enriquecendo as experiências e a história. Nós aqui no sítio Gralha Azul nos animamos em fazer uma dinâmica semelhante, para materializar todo esse trabalho invisível, e fortalecer as pessoas para o trabalho que ainda está por vir.

Alexander Van Parys Piergili
Sítio Gralha Azul

Ressonâncias do 1º Encontro da Família Orgânica, por Sônia Fardin

Celebrando encontros

Conheci a Família Orgânica em agosto de 2009, numa festa realizada na Fazenda Pereiras, um lugar que desafia o calendário, pois parece parado no tempo. Fui à festa acompanhando o José para apresentar a Compo, a composteria da Novaterra, que em 2009 estava no comecinho de sua história.

Nesse dia conheci o Pupin. Na verdade já o conhecia de outras atividades, mas foi aquele Pupin, que (re)conheci vibrante sob seu chapéu, que despertou minha atenção. E logo que ele viu a composteira disse: “Isso que vocês fazem tem tudo em comum com a filosofia da Família Orgânica”. O que mais me marcou naquele momento foi que Pupin sempre usava a palavra você no plural. Hoje eu entendo por que.

Aquele foi um dia especial. Fiquei encantada com o lugar, com o entusiasmo das pessoas e com a energia daquela festa. Tudo aquilo parecia situar-se numa curva do tempo; pois, se sob certo olhar estávamos envoltos num cenário que lembrava o passado, sob outro olhar mais apurado aquele evento era regido por uma lógica que remetia ao futuro. Pareceu-me ser um acontecimento que deveria ser registrado. Fiz então, de forma amadora, alguns vídeos e fotos.
Desde então acompanho a distância a história da Família Orgânica e mais de perto a trajetória da parceria com a Novaterra. Nesses dois anos foram muitas as Compos, as pesquisas do José para entender as minhocas, as feiras na praça do coco e os eventos para divulgar a compostagem, dos quais também fiz alguns registros amadores.

No último dia dois de julho tive a alegria de participar do I Encontro de Produtores e Parceiros da Família Orgânica, desta vez no sítio Lírio d’água, outro lugar mágico.

Este foi um encontro mais intimista, realizado para comemorar os cinco anos de Família Orgânica, mas acho que a palavra que realmente sintetiza o que vivenciamos nesse dia é celebração.
Nessa celebração conheci Alejandra, que, com seu jeito especial, rememorou a história da Família Orgânica e a de todos os que em algum momento fizeram parte dessa família. Os parceiros presentes, quando citados, foram convidados a falar de suas trajetórias. Estavam lá, além de Pupin, Alejandra, Immi e Guido da Família Orgânica, Joel e Sandra do sítio JB, Robson e Mariana da Equilibrium, Adenilson que faz o apoio nas entregas em São Paulo, Marco Antônio e Denise do Sítio Lírio d’água, Zé Barattino, Cleber e Felipe do Hotel Emiliano, Alexandre do Sítio Gralha Azul, Daniela e Cacá do Aromas de Carvalho e José e eu pela Novaterra Ambiental.

Ouvir as memórias narradas por Alejandra e as histórias dos parceiros da Família Orgânica foi muito emocionante, pois as narrativas apresentaram muito mais do que relatos de iniciativas e parcerias para a organização da produção e da distribuição de orgânicos; também foram muito além de referências a conceitos e idéias para a articulação de saberes e práticas que priorizam o respeito ao ser humano e que não se rendem à lógica da produção irresponsável e do lucro fácil e enganoso. 

Além disso tudo, a maioria das falas tinha uma marca comum: falavam de encontros e de histórias de amor e cumplicidade. Como são muitas as maneiras de amar, cada uma das histórias narradas traduzia uma forma especial das pessoas partilharem suas escolhas e seus sonhos. E foi ao ver Alejanda contando sua história que entendi porque Pupin sempre usa a palavra você no plural. Lembrei-me também de uma lenda que diz que os seres humanos são anjos de uma asa só, por isso, para tornarem-se completos e poder voar, necessitam sempre abraçar uns aos outros. E, quando muitos anjos se abraçam, tornam-se capazes de vôos tão altos que podem mesmo antecipar o futuro.

Sônia Fardin
Campinas, 04 de julho de 2011 

terça-feira, 5 de julho de 2011

A Familia Orgânica está na Feira de Produtos Orgânicos "Pé na Roça" !

A Família Orgânica está prestigiando com sua barraca de produtos orgânicos da Sexta na Estação, realializada pela Rede de Agroecologia da UNICAMP



A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários da UNICAMP, através da parceria do Centro Cultural de Inclusão e Integração Social (CIS-Guanabara) com a Rede de Agroecologia da UNICAMP e com o Espaço Cultural Casa do Lago, tem a satisfação de presentear a população de Campinas e Região com a programação "Sexta na Estação".
A partir de 8 de julho de 2011, no CIS-Guanabara, todas as sextas-feiras terão uma programação com atividades diurnas e noturnas, as quais têm como objetivo a qualificação, sensibilização, vivência e o resgate cultural em torno da temática "saúde, alimentação, meio ambiente e qualidade de vida".



Festa de Aniversário - 20 anos das Feiras Orgânicas de Campinas



Este ano as feiras orgânicas de Campinas comemoram seus 20 anos de sucesso!!
Pensando nisso estaremos realizando um evento especial para parabenizar os feirantes e os nossos consumidores!!

A festa será dia 31/07 no Parque Ecológico Emílio José Salim, à partir das 8:00hrs.

Venha comemorar com agente trazendo a família e os amigos!!

Confira algumas de nossas atrações no dia:

- Painel de Recordações
- Degustação de Produtos
- Sorteio de Cestas
- Entrega de Homenagens
- Musica ao Vivo
- Cama elástica e pipoca para as crianças

Aguardamos você lá!!!

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Horta Orgânica Terapêutica

Horta Orgânica Terapêutica
Vivencie essa experiência

Oportunidade para quem deseja entrar em harmonia consigo mesmo, com a natureza e com o universo, através do cultivo de produtos orgânicos.
O trabalho é desenvolvido em várias propriedades orgânicas parceiras da Família Orgânica, normalmente através de hortas em formato de mandala.

 Justificativa:
A utilização do cultivo orgânico para o trabalho terapêutico se justifica primeiramente pelo próprio processo utilizado pela natureza para a manutenção da vida em suas várias expressões (sejam micro ou macro cósmicas).
O contato do ser humano no cultivo natural (sem o uso de agrotóxicos e utilizando-se de elementos desenvolvidos pelos sistemas naturais de cultivo), despertam nas pessoas envolvidas o equilíbrio vital observado na natureza.
O ato de preparar a terra para o plantio, o conhecimento das necessidades de cada cultura e a relação entre os diversos seres e energias, é uma ponte direta com o desenvolvimento humano. Isso acontece de forma prazerosa, seja através contato com as diversas plantas, do aroma das ervas ou do sabor de hortaliças e verduras, cultivadas pela própria pessoa envolvida.
Além disso, a possibilidade de alimentar-se do próprio cultivo, permite-nos um maior prazer, qualidade e economia, além de tornar a refeição um ato sagrado de alimentação.

Onde se pode ser desenvolvida essa experiência?
Essa experiência pode ser realizada nas propriedades parceiras da Família Orgânica ou em seu pequeno espaço de cultivo, chácara, sítio ou fazenda.

 
Quer conhecer outros detalhes? Fale com a gente!

 

Dicas de alimentação no combate ao aquecimento global

1. Tampe suas panelas enquanto cozinha
Ao tampar as panelas enquanto cozinha você aproveita o calor
que simplesmente se perderia no ar.
2. Aprenda a cozinhar em panela de pressão
Dá pra cozinhar tudo em panela de pressão: feijão, arroz, macarrão, carne, peixe etc. Muito mais rápido e economizando 70% de gás.
3. Cozinhe com fogo mínimo
Por mais que você aumente o fogo, sua comida não vai cozinhar mais depressa, pois a água não ultrapassa 100ºC em uma panela comum.
4. Coma menos carne vermelha
A criação de bovinos é um dos maiores responsáveis pelo efeito estufa, principalmente pela grande produção de metano. Além disso, a produção de carne vermelha demanda uma quantidade enorme de água. Para produzir 1kg de carne vermelha são necessários 200 litros de água potável. O mesmo quilo de frango só consome 10 litros.
5. Compre alimentos produzidos na sua região
Além de economizar combustível, você incentiva o crescimento da sua comunidade, bairro ou cidade.
6. Compre alimentos frescos ao invés de congelados
Comida congelada, além de mais cara, consome até 10 vezes mais energia para ser produzida.
7. Prefira produtos orgânicos
Além de não usar agrotóxicos, os orgânicos respeitam os ciclos de vida de animais, insetos e ainda absorvem mais gás carbônico da atmosfera que a agricultura “tradicional”. Se toda a produção de soja e milho dos EUA fosse orgânica, cerca de 240 bilhões de quilos de gás carbônico seriam removidos da atmosfera. A informação que os produtos orgânicos são mais caros não é totalmente verdadeira. Entre em contato com a Família Orgânica e veja!
8. Não peça comida para viagem
Se você já foi até o restaurante ou à lanchonete, que tal sentar um pouco e curtir sua comida ao invés de pedir para viagem? Assim economiza as embalagens de plástico e isopor utilizadas.
9. Freqüente restaurantes naturais/orgânicos
Com o aumento da consciência para a preservação ambiental, uma gama enorme de restaurantes naturais, orgânicos e vegetarianos está se espalhando pelas cidades. Ainda que você não seja vegetariano, experimente os novos sabores que essa onda verde está trazendo e assim estará incentivando o mercado de produtos orgânicos, livres de agrotóxicos e menos agressivos ao meio-ambiente.